Aprendendo a desenhar

Antes de mais nada: não é preciso saber desenhar para ser arquiteto, isso é um mito. É preciso, isso sim, compreender espacialmente relações – entre pessoas (fluxos de usuários), entre atividades (função da edificação) e entre edificações e seus intervalos (o espaço urbano). Entretanto, é bastante útil dominar técnicas básicas de composição para expressar-se de forma mais eficaz: grafites mais suaves (6B ou 2B), canetas com diferentes espessuras e pontas, papéis com textura que permita sombreamento (como CANSON ou, surpreendentemente, guardanapos, muito úteis para aprender a dosar a força ao desenhar). Os cinco vídeos abaixo são exemplos de: como segurar um lápis, como sobrepor camadas de grafite, como dar volume e credibilidade a elementos que criamos – sempre com suavidade. Uma prática prazerosa que todo arquiteto deve lapidar ao longo de sua vida.

1o. PASSO: dominando material e técnica básica

 

2o. PASSO: estudando a iluminação e sombreamento (a)

 

2o. PASSO: estudando a iluminação e sombreamento (b)

 

3o. PASSO: perspectiva básica

 

4o. PASSO: dando “molho” ao desenho

 

Prontos para praticar?

Sobre Heron Félix
Só um cara inquieto por novas tecnologias e pesquisas relacionadas a arquitetura e engenharia.

One Response to Aprendendo a desenhar

  1. Para usar camadas de sombras e espalhar o grafite sobre o papel, tornando o efeito mais suave:

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 2.398 outros seguidores