O século das cidades

O mundo mudou após a industrialização no século XIX e aquilo que Henri Lefebvre denominou Revolução Urbana, no século XX – as cidades são o paradigma civilizatório de nossas sociedades, orientais e ocidentais. A explosão populacional urbana continuará ao longo do século XXI, apresentando desafios e oportunidades aos urbanistas, planejadores, gestores e cientistas.

Num período curtíssimo dentro de nossa história, menor até que o de uma vida humana, a face do planeta foi transformada. Em 1950, apenas 29% das pessoas viviam em cidades. Hoje, mais de 50,5% estão nelas, um número que, estima-se, chegará a 70% em 2050.

Cidades são vorazes no que se refere a recursos. Em 2006, cerca de 50% da população mundial era urbana, mas consumia cerca de 2/3 do total da energia e produzia mais de 70% das emissões de dióxido de carbono. Abaixo uma relação interessante, levando-se em consideração a relevância da OCDE.

Como parte desse interessante relatório realizado pelo Nature News, a conclusão de que as próprias cidades contém a solução para seus problemas: de acordo com uma análise geográfica de 2004, a maior concentração de publicações científicas está nas maiores cidades, que possuem mais recursos disponíveis. Pode-se adquirir um PDF completo do relatório aqui.

fonte: Nature News.

Siga-me no twitter! @arquitetogeek

About these ads

Sobre Heron Félix
Só um cara inquieto por novas tecnologias e pesquisas relacionadas a arquitetura e engenharia.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 2.260 outros seguidores